A Qualificação Profissional na Estratégia de Inclusão Produtiva Urbana do Plano Brasil Sem Miséria

A maior parte da população pobre em idade adulta do Brasil é economicamente ativa. Contudo, sua inserção no mundo do trabalho em geral é precária, com renda baixa e instável. Em larga medida, isso se deve ao fato de não terem tido acesso à educação e a bons cursos de qualificação profissional. O Plano Brasil Sem Miséria, cuja prioridade é o combate à extrema pobreza, criou uma estratégia de inclusão produtiva que trouxe novas perspectivas a essas pessoas.

O carro-chefe dessa estratégia no meio urbano é o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego  (Pronatec), que apresenta cursos gratuitos de qualidade, reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo mercado, ministrados por escolas de entidades patronais ou de redes públicas de ensino profissional e técnico.