Programas de empoderamento econômico para mulheres: para um “duplo benefício” ao invés de estafa e exaustão

Estudos recentes realizados em quatro países – Índia, Nepal, Tanzânia e Ruanda –, sob o âmbito do programa de Crescimento e Oportunidades Iguais para as Mulheres (Growth and Equal Opportunities for Women – GrOW), evidenciaram o efeito estafante de trabalhos remunerados, bem como de trabalhos assistenciais e de cuidados não remunerados enfrentado por mulheres em famílias pobres, levando à exaustão de seus corpos e mentes. Consequentemente, o engajamento das mulheres com esse árduo tipo de trabalho pago tem um impacto tanto no tempo quanto na qualidade do cuidado que elas podem fornecer a suas famílias.

Uma das principais conclusões desses estudos de métodos mistos é a de que mulheres em famílias pobres acolhem a chance de ganhar qualquer tipo de renda. (...)