Educação, conflitos cooperativos e subnutrição infantil — uma análise sensível ao gênero dos determinantes da desnutrição no Sudão

A desigualdade de gênero na educação é um forte preditor para a privação da saúde infantil. Estudos no âmbito de agregados familiares parecem corroborar pesquisas comparativas entre países: encontram ligações entre a educação das mães e os resultados de saúde de seus filhos. Entretanto, não há consenso entre os autores sobre se educação é uma variável substituível para a capacidade econômica de uma mulher, suas habilidades ou seu status.